Santuário de Nossa Senhora Aparecida em Treze de Maio

Postado por: Tatiana Dornelles

No dia 12 de outubro fui com a família no Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Treze de Maio, cidade vizinha a Tubarão (onde moro). Minha sogra Jô, que é devota à santa, quis ir em agradecimento e fomos todos juntos. Eu até sabia que muito peregrinos e devotos iam ao local, porém, não imaginava que era tanta gente.

img_0817

Fila para subir e descer

No alto do morro, na localidade de São João de Urussanga Baixa, fica a maior estátua da padroeira do país, com 13 metros de altura. Durante a subida íngreme – cerca de 500 metros – e lenta por causa da fila imensa, muitos devotos vão fazendo orações, agradecendo ou apenas apreciando a paisagem, que é bonita, por sinal.
A cada curva – a subida tem curvas até o cume – há cruzes, onde muitas pessoas acendem velas. A subida é lenta devido à quantidade de gente e levamos cerca de 50 minutos para chegar no topo. Confesso, foi cansativo por causa da demora e do sol.

img_0818

O que não gostei, e esqueci de fotografar, é que em muitos lugares no morro as pessoas jogavam lixo: latas de refrigerante e garrafas de água em meio à natureza. Por que fazer isso, hein? É lamentável que ainda tenha gente que jogue lixo em qualquer lugar…

img_0819

No topo do morro, há a imagem de Nossa Senhora Aparecida e uma capela, toda de vidro, onde são realizadas missas. Inclusive, na manhã do dia 12 houve celebração no local. A estátua tem 13 metros de altura e é uma das maiores do Brasil.

img_0843

Além disso, em alguns momentos, houve queima de fogos de artifício em homenagem à padroeira. E um deles quase causou um desastre: com a faísca (ou coisa parecida), o mato ao lado da imagem começou a queimar, soltando uma fumaça terrível para quem estava lá em cima. Nós, aliás, estávamos. Foi horrível. No entanto, esse episódio não estragou nosso passeio.

img_0833

img_0836

O que acho que é necessário ter no local, até pela quantidade de gente, é ambulância (seja dos Bombeiros ou Samu). Pelos relatos que ouvi, algumas pessoas passaram mal lá em cima do morro e não tinha ninguém para socorrer. Aliás, muitos devotos que vão ao local são idosos ou pessoas que tiveram alguma doença, enfim. Até mesmo na hora do fogo e fumaça, não havia socorro. #ficaadica
Para ter ideia da quantidade de gente, não havia local na rua para deixar o carro e, por sorte, há estacionamento pago – cujo valor é R$ 10,00. O pagamento é feito na entrada e um tícket é entregue, para ser ser devolvido na saída.

img_0813

Carros a caminho do santuário

img_0846

Estacionamento visto do alto do morro

Para a descida, optamos por um caminho alternativo, pela lateral do morro. Caso contrário, teríamos que encarar a fila de volta e seriam mais 50 minutos de descida.
A paisagem pela estradinha que pegamos – bem menos íngreme – tem uma vista incrível.

img_0845

img_0848

Outra coisa que chamou atenção: muitas famílias aproveitam para se confraternizar e buscam locais na sombra ou levam gazebo para curtir o dia. Bem legal!
Ah, e lá embaixo tem também várias opções de fast food. Logo, se bater a fome ou a sede é só escolher onde comer.

img_0851

img_0852

Foi um passeio diferente, mas a experiência foi válida. 🙂

Fotos: Destino Mundo Afora

Aviao
Gostou?
Então, deixe seu comentário, curta nossa fanpage no Facebook e siga nosso perfil no Twitter e no Instagram.

2 comentários

  1. mariaCida disse:

    Estou pensando em visitar o local. Suas informações foram importantes.

    1. Que bom, Maria! Espero que goste do lugar e continue nos acompanhando… 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Página inicial